Eles são a esperança.




A dias tenho apenas observado e pensado no que escreve. Até que descobri que literalmente não sei o que escrever. Então apenas por simples necessidade e por amar estar aqui escrevendo para vocês leitores, mesmo que não sejam muitos, mas de alguma forma ainda assim são meus decidi escrever aquilo que vejo.
Hoje preciso admitir que tudo o que vejo são crianças correndo de pés descalços, perninhas sujas e cabelos bagunçados no meio da rua. Mas infelizmente essas crianças não estão correndo atrás da bola de futebol furada ou do carrinho quebrado, elas correm para ver quem consegue a melhor gorjeta por ter olhado o carro do cara estranhamente rico que estacionou na rua de suas casas.
Vejo mães trabalhando com braços cansados e mãos já calejadas para que o escasso alimento não falte na mesa dos seus pequeninos enquanto torcem para que eles consigam aproveitar um pouco mais do tempo livre brincando e continuem alheias a todos os problemas que as cercam.
Vejo pais trabalhando com o coração apertado, enquanto seguram as lagrimas para que seus filhos não percebam todas as dificuldades que passam e continuem a acreditar que aquele trabalho é a brincadeira mais divertida que podem ter.
Vejo crianças que só querem brincar se tornarem a esperança de um mundo que encontra-se perdido. São essas crianças que serão os futuros médicos, policiais, varredores de rua, pais e mães, que só querem brincar mas acabam precisando trocar a bicicleta pelo carrinho de mão e a barbie pela vassoura. 
Vejo essas crianças precisando apenas de um pouco mais de carinho e atenção, vejo essas crianças que são o futuro da nação caídas perdidas em meio a multidão. 
Vejo crianças, que são a nossa esperança precisando apenas de AMOR, LIVRO E PÃO. 

Comentários

  1. Eles são a esperança...mas precisam de um olhar mais atento, de um socorro que nem sempre vem...exatamente como você citou: amor, livro, pão. Perfeito...
    Beijos,
    Ale | www.divatododia.com.br

    ResponderExcluir
  2. A gente precisa ajudar eles, a mostra o melhor caminho
    e sim as crianças são as esperanças
    http://eesmaltecia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Sefora...
    Lindo texto. Infelizmente é a realidade, mas existem muitas mães que realmente são assim, se cansam para o bem estar do filho. Mas sei de muitas crianças que trabalham no sinal, e até a pedido das mães, que só tiram proveito e não fazem nada. Muito triste, mas nem todas as mães são batalhadoras.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito do seu texto. Os adultos de hoje não têm mais paciência de ensinar, acompanhar e ver o desenvolvimento de uma criança, muitas vezes preferem somente "jogá-las" na escola e esperar que sejam melhores, porém essa responsabilidade é dos pais. Beijos, Érika

    *www.queroseralice.com.br*

    ResponderExcluir
  5. Belíssimo texto, isso acontece muito nos dias de hoje, e eu principalmente como futuro educador me sinto com o dever de ajudar a melhorar um pouco essa situação dando as minhas contribuições na escola e também fora dela!!!

    ResponderExcluir
  6. Lindo texto, é por eles serem a esperança do futuro que escolhi minha profissão! Quero fazer minha parte!

    http://paraisodasideas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Diga o que acha, e ajude a transformar o blog a cada dia.